quarta-feira, julho 12, 2006

Nós, as sardinhas

Quando eu comento com as pessoas que o mais difícil da vida em Tokyo é se habituar com os trens, elas tem certa dificuldade de entender o que eu realmente quero dizer. O problema não é achar a linha ou a estação certa: isso até que é fácil pois tudo é muito bem sinalizado, às vezes até em inglês. O problema mesmo é suportar o aperto extremo de algumas linhas nos horários de pico.

Como a minha aula de japonês é de manhã (às 9:10), sou obrigado a pegar uma dessas linhas. A linha da empresa Odakyu (小田急), em especial, é bastante cheia, pois termina em Shinjuku (新宿), que não por coincidência é a estação de trem mais movimentada do mundo, com uma média de 3,22 milhões de pessoas passando por ela diariamente. Felizmente não vou para Shinjuku, e troco de trem duas estações após embarcar (o que dá apenas uns 10 minutos de viagem nessa linha), mas já é o suficiente pra desanimar.

Os trens são tão lotados que os funcionários da estação (os ekiin, 駅員) todos os dias precisam fazer o famoso gyugyu osu (ぎゅうぎゅう押す) pra ajudar no embarque dos passageiros. Osu significa empurrão, e gyugyu, segundo meu conceituado dicionário de japonês, é: 1. squeeze (things) into (a small space); 2. pack (people) like sardines.

Mas se uma imagem vale mais do que mil palavras, um vídeo vale mais do que várias imagens, e por isso disponibilizo o vídeo abaixo pra que vocês também possam ver como nós, sardinhas, passeamos por Tokyo todos os dias1. É tragicômico, e o melhor é levar na esportiva e bom humor, encarando como a forma japonesa de “integrar” os mais diversos tipos de pessoas, independente de raça, credo, sexo ou idade, apenas pela sua veneração (e dependência) do sagrado densha (電車). :)

1 - Na verdade eu quase sempre tento não pegar o trem que vai pra Shinjuku, mas sim uns menos freqüentes que seguem por outra rota. Ainda assim, pego um trem cheio, mas não absurdamente como estes aí.

7 comentários:

Tiago Fioreze disse...

Nossa... impressionante mesmo. Me lembrou os tempos de D43 na parada do HPS :)
Menos mal que os funcionários da estação parecem ser bem pacientes para "empacotar" o pessoal dentro dos trens.

Rafael Huff disse...

Bah, trabalho pior do que ficar empurrando as bundas das pessoas para dentro do metrô, só o daqueles que limpam bunda de lutador de sumô! :-P
Impressionante o vídeo mesmo! Ainda bem que todos, tanto os funcionários quanto os passageiros, são bem pacientes e educados.

Mário Antônio disse...

Impressionante.
Bem pior que o Muni em São Francisco.

Com perdão da ignorância, que diabos é o sagrado densha?
Será que eu perdi este capítulo?

Grande Abraço,
Mário

Michelle disse...

Eu já te falei uma vez que eu tinha visto um documentário onde o pessoal empurrava as pessoas? Lembro que achei uma loucura... Mas cada cultura uma novidade mesmo!

Kaqui disse...

Bah! Todo mundo copiando o mapinha que eu copiei não sei de onde... :P
hehehehe ^^

Thaisinha disse...

Oi Drebisss Jose,

nossa essa loucura no trem eh todo dia e o tempo inteiro? Eu acho que eu nao ia aguentar nao! Deve ser um saquinho...No mais, tudo bem por aih? Vamos ver se conseguimos falar ao vivo e a cores dia desses. Saudades tuas, guri!

Te cuida e um super beijo,

Fernanda disse...

Boa ideia. Vou fazer uns videos dos metros de Sampa... Pelo menos as pessoas aí parecem que tomaram banho.